Mãe planejando fazer exame de sexagem fetal.

Sexagem fetal: o exame que descobre sexo do bebê

 12 de janeiro de 2024

A sexagem fetal tem ganhado popularidade entre futuros pais, permitindo conhecer o gênero da criança de forma segura e precisa. Além disso, trata-se de um procedimento rápido, indolor e não apresenta riscos para a mãe ou o bebê. 

Outro aspecto positivo é que a sexagem fetal é altamente precisa, sendo possível realizá-la a partir da 8ª semana de gestação. Tudo isso é essencial para planejar o futuro do bebê, escolher o nome e preparar o enxoval

Quer entender melhor como funciona esse exame? Continue lendo este conteúdo até o final que explicaremos tudo sobre ele!

O que é o exame de sexagem fetal?

A sexagem fetal é um exame não invasivo capaz de identificar o sexo do bebê por meio da análise do sangue materno. O método é altamente seguro e preciso, não implicando riscos para mãe ou filho. 

Logo, a sexagem fetal proporciona uma alternativa confiável e menos invasiva em comparação com procedimentos de amniocentese.

Como é feito o exame de sexagem fetal?

O exame de sexagem fetal é realizado por meio da coleta de uma amostra de sangue da mãe, é um procedimento semelhante a um exame de sangue comum.

Em seguida, o laboratório analisa o sangue para detectar traços do DNA do feto. Especialistas examinam a presença do cromossomo Y, que indica um menino. Se ausente, o resultado é uma menina. 

O tempo de espera pelos resultados geralmente leva 5 dias úteis, podendo haver alteração na data. Em suma, o processo de análise é minucioso e tecnologicamente avançado, proporcionando um resultado seguro. 

Quando fazer o exame de sexagem fetal?

Este teste genético pode ser feito a partir da 8ª semana de gravidez. Neste período, a quantidade de DNA fetal no sangue materno é suficiente para uma análise precisa. Portanto, guardar até a 8ª semana aumenta a confiabilidade do resultado, minimizando a chance de falhas.

A decisão sobre quando fazer o teste deve considerar a orientação do laboratório e as recomendações médicas.

Como se preparar? 

O preparo para o exame é simples. Não há necessidade de jejum, antes da coleta, recomenda-se leitura e assinatura do termo sobre o teste de sexagem fetal. A coleta apenas deve ser feita a partir da 8ª semana completa de gestação (7 semanas e 7 dias). Isso ajuda a garantir a precisão do exame.

Como o exame funciona em grávidas de gêmeos?

A sexagem fetal em gestações gemelares apresenta algumas particularidades. 

Quando a futura mãe espera gêmeos, o exame ainda é capaz de identificar o sexo dos bebês, mas com algumas considerações: 

  • Gestação gemelar univitelina: o teste é conclusivo, indicando claramente se são dois meninos ou duas meninas;
  • Gestação gemelar bivitelina (quando há a formação de duas placentas): a análise detectará a presença do cromossomo Y. Isso confirma que pelo menos um dos bebês é menino, mas não pode especificar se ambos são meninos ou se há um de cada sexo. Se não mostrar o cromossomo Y, significa que ambos os bebês são do sexo feminino.

Essa condição se deve à natureza do teste, que analisa o DNA fetal no sangue materno sem diferenciar entre múltiplos fetos.

Gostou do conteúdo e quer descobrir o sexo do seu bebê? Agende agora mesmo seu exame de sexagem fetal e tenha a emocionante revelação em suas mãos rapidamente.

Em resumo

Como aparece no exame sexagem fetal?

O exame de sexagem fetal é feito com a amostra do sangue da mãe, analisado por meio de biologia molecular, indicando o sexo do bebê antes da ultrassonagrafia.

Qual exame é mais seguro sexagem fetal ou ultrassom?

Como o exame de sexagem fetal é feito a partir da dosagem do DNA do feto no sangue da mãe a partir da 8º semana apresenta maior taxa de precisão comparado ao ultrassom realizado na mesma época.

É possível o exame de sexagem fetal dar errado?

A confiabilidade da sexagem fetal é de 95% quando feito a partir da 8ª semana de gestação.


Posts Relacionados


Exames em dia: a importância de fazer o check-up regularmente

Manter os exames médicos atualizados é fundamental, pois possibilita a identificação precoce de problemas de saúde, elevando as chances de cura e promoven [...]

Ver mais >>

Beta hCG quantitativo: saiba tudo sobre esse exame

O beta hCG é um exame sanguíneo que detecta a gonadotrofina coriônica, uma substância produzida pela placenta durante a gravidez. Sua presença indica a oco [...]

Ver mais >>

Exame de glicemia: tire suas dúvidas aqui

O exame de glicemia é um grande aliado da medicina. Por meio dele, é possível verificar o nível de açúcar no sangue e descobrir se você tem diabetes, hip [...]

Ver mais >>

Check-up para idosos: exames de rotina na terceira idade

O check-up para idosos tem um papel imprescindível para preservar a qualidade de vida e o bem-estar na terceira idade. Saiba mais! [...]

Ver mais >>