A dengue é uma doença viral e infecciosa transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

Dengue: 5 cuidados para prevenir a doença

 29 de março de 2024

Os casos de dengue estão cada vez mais em evidência nos noticiários. A preocupação se justifica não apenas pelo aumento do quadro epidêmico, mas também pela gravidade da doença e seu potencial impacto na saúde

Nesse contexto, é essencial destacar a pergunta fundamental: quais são os cuidados indispensáveis para prevenir a propagação da dengue? A resposta reside em hábitos simples, que se tornam ainda mais relevantes durante o verão.

Com o intuito de contribuir com informações importantes, elaboramos este post abordando o que é a doença, seus sintomas e os cuidados essenciais para prevenção. Acompanhe!

O que é dengue?

A dengue é uma doença viral e infecciosa transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Há 4 sorotipos, o que significa que uma pessoa pode ser infectada até quatro vezes ao longo da vida.

A dengue é de fato uma preocupação significativa de saúde pública em muitas partes do mundo, especialmente nas regiões tropicais e subtropicais das Américas do Sul, Central e do Norte. A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) estima que cerca de 500 milhões de pessoas nessa região estão em risco de contrair a doença.

O total de casos nessas regiões aumentou mais de 10 vezes em um período de 40 anos é alarmante e indica a urgência de ações eficazes para combater a disseminação da doença.

No caso do Brasil, o ano de 2024 já tem mais de 1,3 milhão de casos prováveis. O dado é do Ministério da Saúde relativo a 8 de março. Ainda tem 763 óbitos em investigação e 363 mortes confirmadas.

É importante destacar a importância da prevenção da dengue, considerando as estatísticas de letalidade associadas à doença. Embora a letalidade em casos prováveis seja relativamente baixa, a letalidade em casos graves é significativamente maior, enfatizando a gravidade da doença e a necessidade de cuidados adequados.

Quais são os sintomas de dengue?

Os sintomas de dengue são febre alta (geralmente entre 39°C e 40°C e de início repentino) e dores no corpo, nas articulações e atrás dos olhos e fraqueza. Ainda podem aparecer dor de cabeça, erupção cutânea, coceira na pele, náuseas, vômito e diarreia.

Nos casos severos, o vômito é persistente, há dor abdominal intensa, surgem manchas vermelhas na pele e aparecem sangramentos. Esses são indicativos de que a doença está progredindo e requer cuidados médicos.

Por outro lado, existem casos em que a dengue é assintomática. De todo modo, é fundamental fazer o exame em laboratório de análises clínicas para confirmar a infecção e receber o tratamento adequado.

5 principais cuidados para prevenir a doença

1. Elimine focos de água parada

A água parada, seja limpa ou suja, é o ambiente ideal para a fêmea do mosquito Aedes aegypti depositar seus ovos. Portanto, eliminar esses locais de reprodução é uma das medidas mais importantes e eficazes para reduzir a incidência da dengue e prevenir a proliferação do mosquito transmissor.

A interrupção da reprodução do mosquito Aedes aegypti é fundamental para reduzir e eventualmente eliminar a transmissão viral da dengue e de outras doenças transmitidas por esse vetor. Ao eliminar os locais de reprodução do mosquito, como pneus, garrafas, latas vazias, vasos de plantas, recipientes de água para animais de estimação e caixas d’água, é possível interromper o ciclo de vida do mosquito e reduzir a população de mosquitos adultos.

2. Faça uso de repelentes

Usar repelentes é a melhor medida individual de cuidado contra a dengue. Isso porque o produto evita a picada de mosquitos, até mesmo do Aedes aegypti.

Portanto, passe-o em todas as áreas expostas do seu corpo, como pernas e braços. Aqui, fica a dica de usar repelentes apenas em crianças acima de 6 meses. Além disso, o produto deve ser específico para uso pediátrico.

3. Use telas de proteção em janelas e portas

Os mosquiteiros e telas nas janelas e portas impedem a entrada de mosquitos. Pode ser algo simples, mas vale a pena implementar algum tipo de barreira física contra a dengue.

4. Aplique inseticidas

Os inseticidas ajudam a eliminar os mosquitos da dengue em locais abertos e fechados. Nesse sentido, é válido usar tanto os produtos em spray quanto os de tomada. Ainda assim, saiba que a eficácia é limitada, mas é mais uma medida positiva.

5. Faça a limpeza do quintal a cada 7 dias

A limpeza regular do jardim e o cuidado com as plantas são medidas importantes na prevenção da dengue. Como o ciclo de vida do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, leva de 7 a 10 dias, remover ou limpar recipientes que acumulem água pelo menos a cada 7 dias pode ajudar a interromper o ciclo reprodutivo do mosquito.

Ao limpar os recipientes, certifique-se de esfregar bem as superfícies internas para remover quaisquer ovos de mosquito aderidos e larvas que possam estar presentes. Em seguida, é importante secar completamente os recipientes, pois a água parada é essencial para o desenvolvimento das larvas do mosquito. Manter os recipientes secos após a limpeza ajuda a evitar que novos ovos sejam depositados.

Então, que tal ajudar outras pessoas a saberem o que fazer? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais e entre na luta contra a dengue!

Em resumo

O que é dengue?

A dengue é uma doença viral e infecciosa transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Há 4 sorotipos, o que significa que uma pessoa pode ser infectada até quatro vezes ao longo da vida.

Quais são os sinais de alarme da dengue?

Os sintomas severos da dengue são febre alta, manchas vermelhas na pele, vômitos persistentes, fortes dores abdominais e sangramentos. Dor de cabeça, fadiga e dores musculares, articulares e atrás dos olhos são comuns e também requerem acompanhamento médico.

O que fazer para se recuperar da dengue?

A hidratação adequada desempenha um papel fundamental na recuperação da dengue. Durante a infecção pelo vírus da dengue, é comum ocorrer febre alta, sudorese, náuseas, vômitos e diarreia, o que pode levar à desidratação. Por isso, é essencial beber bastante líquido para repor os fluidos perdidos e manter o equilíbrio hídrico do organismo.

Quanto dura o tempo da dengue?

O tempo de duração da dengue pode variar, mas em geral, os sintomas da doença duram de 3 a 15 dias. A maioria das pessoas apresenta sintomas por cerca de 5 a 6 dias,  durante esse período, os sintomas podem piorar em alguns casos ou começar a diminuir gradualmente em outros.


Posts Relacionados


Check-up no início do ano: 4 exames de rotina importantes

Fazer um check-up médico no início do ano possibilita a definição de metas de saúde e a realização de ajustes no estilo de vida ao longo do ano. [...]

Ver mais >>

Exames de rotina: quais devem estar no seu check-up médico?

Os exames de rotina servem para avaliar a saúde de uma pessoa de forma geral. Saiba mais sobre o check-up médico! [...]

Ver mais >>

Check-up para idosos: exames de rotina na terceira idade

O check-up para idosos tem um papel imprescindível para preservar a qualidade de vida e o bem-estar na terceira idade. Saiba mais! [...]

Ver mais >>

Alimentação no inverno: 7 dicas para sua saúde

Basta a temperatura cair um pouco que o apetite aumenta, não é mesmo? Isso é normal! Pois no frio, o corpo gasta mais energia para se manter aquecido, o que [...]

Ver mais >>