Ficar atento à saúde da mulher permite agir de maneira preventiva.

Saúde da mulher: o guia completo para você

 15 de março de 2024

Quando se fala em saúde da mulher, é preciso ir muito além do Outubro Rosa ou do Março Lilás. Os cuidados devem ser respeitados o ano todo. Isso porque o corpo feminino tem aspectos específicos que precisam de atenção. 

Portanto, seguir as recomendações da medicina preventiva é o melhor caminho. Afinal, essa é a maneira mais correta de cuidar da sua saúde e bem-estar para ter longevidade e qualidade de vida.

Então, que tal entender mais sobre a saúde feminina? Neste post, vamos trazer uma discussão a respeito desse assunto e algumas dicas para cuidar melhor do seu corpo. Continue lendo!

Por que é tão importante ficar atento à saúde da mulher?

Ficar atento à saúde da mulher permite agir de maneira preventiva e identificar de forma precoce doenças relacionadas ao organismo. Esse fator aumenta as chances de cura e promove o bem-estar e a qualidade de vida.

Apesar de ser fundamental, os cuidados com a saúde feminina são recentes. Até a primeira metade do século 20, o foco eram as questões relacionadas à gestação. Nesse sentido, as primeiras políticas nacionais surgiram nos anos 1950.

Ao passar do tempo, as campanhas foram criadas especificamente para o público feminino. É o caso do Outubro Rosa, voltado para a prevenção ao câncer de mama, e o Março Lilás, direcionado a evitar o câncer de colo de útero.

Além disso, outras pautas foram incluídas na discussão. Por exemplo, a liberdade de escolha sobre a maternidade, a necessidade do autoconhecimento e a autonomia sobre o próprio corpo.

Ou seja, mais do que uma orientação de fazer um check-up no início do ano, a saúde da mulher se tornou uma tema abordado até mesmo no âmbito da educação. Afinal, quanto mais a mulher conhecer seu corpo, maior é a chance dela fazer o que é certo e ter saúde.

Quais são as mudanças no corpo feminino ao longo da vida?

As mudanças no corpo feminino ao longo da vida são verificadas, principalmente, na puberdade, na gestação e na menopausa. Esses eventos marcam a saúde da mulher, exigindo cuidados diferenciados em cada situação.

Puberdade

A menarca, que é o primeiro ciclo menstrual de uma mulher, marca o início da puberdade e desencadeia uma série de mudanças hormonais significativas no corpo feminino. Durante esse período de transição, os hormônios desempenham um papel fundamental no desenvolvimento físico e emocional da mulher.

Costuma acontecer entre 10 a 14 anos e depende de alguns fatores como estilo de vida da menina, alimentação, fatores hormonais, histórico menstrual das mulheres da mesma família.

Durante o ciclo menstrual e a menarca, uma série de hormônios desempenham papéis essenciais no desenvolvimento físico e emocional da mulher, por exemplo, estrogênio,   progesterona, hormônios luteinizante (LH), folículo estimulante (FSH) e testosterona.

No geral, a menarca e o ciclo menstrual marcam o início da transição para a idade adulta feminina, com uma série de mudanças físicas, emocionais e hormonais que ocorrem para preparar o corpo da mulher para a reprodução e a maturidade.

Gestação

A gestação é um período único e transformador na vida da mulher, que requer cuidados especiais para garantir a saúde e o bem-estar tanto da mãe quanto do bebê em desenvolvimento.

Os exames durante a gestação desempenham um papel crucial na monitorização da saúde da mãe e do feto, permitindo a detecção precoce de qualquer problema ou complicação que possa surgir.

Nesse sentido, existem testes que são opcionais, como o de sexagem fetal. Por outro lado, há aqueles que são obrigatórios, como os exames pré-natal.

Durante a gestação, o corpo feminino passa por uma série de mudanças físicas significativas para acomodar o crescimento e desenvolvimento do feto.  No entanto, as mulheres devem sempre discutir quaisquer preocupações com seu médico obstetra para garantir uma gestação saudável e sem complicações.

O período pós-parto, também conhecido como puerpério, é um momento de grandes mudanças físicas e emocionais para a mulher. Por isso, é recomendado acompanhamento médico regular, orientação sobre autocuidado e suporte emocional.

Com os cuidados apropriados, as mulheres podem se recuperar plenamente do parto e ajustar-se à nova vida com um recém-nascido.

Menopausa

A menopausa é um evento natural na vida de uma mulher que marca o fim do período reprodutivo e ocorre quando os ovários param de produzir óvulos e os níveis hormonais, como estrogênio e progesterona, diminuem significativamente.

A menopausa é frequentemente acompanhada por uma série de sintomas físicos e emocionais. Os sintomas mais comuns incluem ondas de calor (fogachos), sudorese noturna, alterações no padrão de sono, mudanças de humor, ressecamento vaginal, diminuição da libido, ganho de peso e alterações na pele e cabelo.

A menopausa é uma fase da vida em que ocorrem mudanças hormonais significativas, e isso pode afetar a saúde em várias áreas. Manter exames da tireoide, bem como outros exames de rotina, é crucial para monitorar a saúde geral e detectar quaisquer problemas precocemente.

Quais são os hormônios femininos e suas funções?

A saúde da mulher vai muito além do Março Lilás e do Outubro Rosa.
As mudanças hormonais são verificadas, principalmente, na puberdade, na gestação e na menopausa.

Os principais hormônios femininos são a progesterona e o estrogênio, sendo que seus papéis são desenvolver as características femininas. Ao mesmo tempo, eles regulam a menstruação e a libido, e atuam na menopausa e na gestação. Ainda tem outros com uma função relevante, como a testosterona, o cortisol e a melatonina.

Estrogênio

O estrogênio é responsável pelo desenvolvimento de características sexuais secundárias femininas, como o crescimento dos seios e o alargamento da bacia. Ele também regula o ciclo menstrual, promove a saúde óssea e tem um impacto na libido.

E a sua falta pode resultar em uma série de problemas de saúde, como ressecamento da pele, alterações de humor, suores noturnos e ondas de calor, osteoporose, insônia, infertilidade e problemas de memória.

Progesterona

A progesterona desempenha um papel crucial no ciclo menstrual e na fertilidade feminina. Durante o ciclo menstrual, a progesterona é produzida principalmente pelo corpo lúteo no ovário após a ovulação. Sua principal função é preparar o revestimento uterino (endométrio) para a implantação de um óvulo fertilizado e para sustentar a gravidez precoce.

Se a fertilização não ocorrer e não houver implantação do embrião, os níveis de progesterona diminuem, sinalizando para o corpo que não há gravidez em curso. Isso desencadeia a descamação do revestimento uterino, resultando no início do período menstrual.

Testosterona

A testosterona, apesar de ser um hormônio masculino, também é importante para a saúde da mulher. Ele contribui para a manutenção de uma quantidade adequada de massa muscular e libido.

Se os níveis de testosterona estiverem baixos nas mulheres, isso pode levar a problemas como aumento da gordura corporal, distúrbios do sono, diminuição da libido e até mesmo perda de massa muscular.

Cortisol

O cortisol contribui para a redução de inflamações, controle da glicemia e da pressão arterial. Ainda que seja conhecido como “hormônio do estresse”, ele tem função importante no sistema imunológico.

Se o cortisol estiver em falta, vários sintomas podem aparecer. Por exemplo, fraqueza, cansaço, insônia, depressão e falta de apetite.

Quais são os principais cuidados para a saúde da mulher?

  1. Faça exames de rotina e preventivos com frequência, conforme indicação médica.
  2. Atente à saúde mental para evitar transtornos, como ansiedade e depressão.
  3. Analise o melhor método contraceptivo para o seu organismo.
  4. Consulte o ginecologista, pelo menos uma vez ao ano .
  5. Realize o pré-natal de forma adequada.
  6. Cuide da menopausa e trate os sintomas que interferem na sua saúde.
  7. Tenha uma alimentação saudável, com foco em comidas frescas e naturais.
  8. Realize atividades físicas, pelo menos, 3 vezes na semana.
  9. Tenha um tempo de autocuidado.
  10. Prevenir doenças e promover a saúde geral, incluindo cuidados com a pele, sono adequado e higiene íntima.

Todas essas dicas ajudam a manter a saúde da mulher em dia. Afinal, é fundamental ter cuidados específicos para elas, a fim de viver mais e melhor.

Nesse sentido, um laboratório de análises clínicas confiável é o primeiro passo para efetivar a medicina preventiva. Dessa forma, você verifica como está a saúde da mulher e garante que seu organismo esteja funcionando de acordo com o esperado.

Gostou de saber mais sobre a saúde feminina? Siga o Sancet nas redes sociais e continue se atualizando: YouTube, Instagram, LinkedIn e Facebook.

Em resumo

Como cuidar da saúde ginecológica?

1. Faça exames de rotina.
2. Analise o melhor método contraceptivo.
3. Consulte o ginecologista, pelo menos, 1 vez ao ano.
4. Realize o pré-natal de forma adequada.
5. Cuide da menopausa e trate os sintomas.
6. Tenha uma alimentação saudável.
7. Realize atividades físicas.
8. Faça uma boa higiene íntima.

Quais são os cuidados que devemos ter com a saúde?

Quais são os cuidados que devemos ter com a saúde?
1. Faça exames de rotina e preventivos com frequência, conforme indicação médica.
2. Atente à saúde mental para evitar transtornos, como ansiedade e depressão.
3. Analise o melhor método contraceptivo para o seu organismo.
4. Consulte o ginecologista, pelo menos uma vez ao ano.
5. Realize o pré-natal de forma adequada.
6. Cuide da menopausa e trate os sintomas que interferem na sua saúde
7. Tenha uma alimentação saudável, com foco em comidas frescas e naturais.
8. Realize atividades físicas, pelo menos, 3 vezes na semana.
9. Tenha um tempo de autocuidado.
10. Prevenir doenças e promover a saúde geral, incluindo cuidados com a pele, sono adequado e higiene íntima.


Posts Relacionados


Dengue: 5 cuidados para prevenir a doença

A dengue, uma enfermidade de caráter viral e infeccioso, é disseminada através da picada do mosquito Aedes aegypti. Confira cinco medidas preventivas essenci [...]

Ver mais >>

Saúde da mulher: o guia completo para você

Ficar atento à saúde da mulher permite agir de maneira preventiva e identificar de forma precoce qualquer doença relacionada ao organismo feminino. Veja 10 c [...]

Ver mais >>

Colesterol alto: como prevenir e combater

O colesterol alto é uma condição de risco para a saúde e de grande relevância, graças a correlação existente entre seus altos níveis no sangue com o de [...]

Ver mais >>

O que são triglicérides? Descubra aqui!

Triglicérides são o principal tipo de molécula de gordura presente no organismo. Eles estão relacionados à síndrome metabólica. Saiba mais! [...]

Ver mais >>